quinta-feira, 24 de outubro de 2013

À beira de um ataque de nerves



Eu só tenho é calor. E hoje vi umas pessoas com gabardines e com corta-ventos e com mangas compridas e casacos por cima das mangas compridas. E olhei para elas, e tive muita vontade de gritar e arrancar a roupa (isso é melhor não, que lhes dava o argumento de que precisavam para me meter no hospital psiquiátrico de vez - mas não os querem fechar? acho bem, na verdade, os verdadeiros malucos estão todos cá fora mesmo). Cheguei ao sítio, deslarguei o blusão de ganga e fiquei em manguinha curta, como andam as alunas e os alunos que os professores costumam criticar por serem muito encalorados. A mim costumavam estranhar que andasse muito vestida, por gostar de gorros e luvas e cachecóis. Acham logo que é porque sou uma pessoa friorenta, nunca acham que é porque sou uma pessoa que gosta de sentir tecidos macios em contacto com a pele, e uma pessoa que acha giro ver gorros e luvas e cachecóis, e pessoas vestidas com roupa quentinha. Mas agora, lá se vai a minha fama de friorenta, para ficar com fama de encalorada. Não sei como conseguem os seres humanos colocar grandes trapos em cima da pele com o nível de humidade que aqui está. Quando eu for tirar o meu doutoramento para o Brasil, lembrem-me para me lembrar que isto de temperaturas acima dos 20ºC e chuva, não é boa combinação. Ia dentro do carro e ia a morrer, então liguei o ar condicionado. Funciona sempre, o ar condicionado ressuscita-me sempre. Ainda bem que lhe tiraram os CFCs e os tornaram energeticamente mais sustentáveis, que é para eu poder bem-dizer que os inventou. Pus a temperatura para 15 graus (sei que para quem vive na tua pode ser complicado, mas para mim é mesmo uma temperatura maravilhosa, e durante 3/4 do ano, poderia muito bem ser essa a temperatura constante todos os dias - podendo, claro, haver dias em que fosse abaixo disso). Entretanto, depois de estar com quase 15 graus dentro do carro, saí cá para fora e ia morrendo de morte matada por um pavoroso bafo quente e húmido. Mal consigo respirar nestes dias asfixiantes de chuva abundante, mas temperatura primaveril. Que mal fiz eu para merecer um Outono tão desgraçado como este?? :(



3 comentários:

mitro disse...

Também gosto do Outono!

http://mitro.blogspot.com/2013/10/folhas-de-outono.html

Nina Porcelain Lennitta disse...

Olha, também andas por aqui! :D O Outono é fabulossooooooooooo!!

Nina Porcelain Lennitta disse...

Olha, também andas por aqui! :D O Outono é fabulossooooooooooo!!